Notícias

08/04/2020

Cefospe disponibiliza material online do Programa Olhar para as Diferenças

imagem da notícia

Dando continuidade ao Programa Olhar para as Diferenças, iniciado em 2019, e em decorrência da pandemia da Covid-19, o Governo do Estado de Pernambuco através da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, da Secretaria de Saúde e da Secretaria de Educação e Esportes, e em parceria com a Secretaria de Administração, por meio do Cefospe, disponibilizou o material pedagógico do Programa Olhar para as Diferenças no Ambiente Virtual de Aprendizagem - AVA do Cefospe: ead.cefospe.pe.gov.br.

“Garantir os direitos das crianças com deficiência de 0 a 6 anos no Estado é o objetivo fundamental do Programa Olhar para as Diferenças. O nosso intuito é propiciar momentos de conhecimento e reflexões, tornando a quarentena um momento propício para ampliarmos nosso olhar quanto às políticas públicas voltadas para as crianças com deficiência”, ressaltou a coordenadora do Programa na SDSCJ, Flávia Veras.

“Este conteúdo disponibilizado contribui para que os profissionais que atuam no Governo do Estado e nos municípios pernambucanos possam ter disponíveis materiais desenvolvidos por especialistas, visando uma atenção especial às crianças autistas, com síndrome de down e com a síndrome congênita da Zica”, destacou a diretora do Cefospe, Analúcia Cabral. 

“Os profissionais das áreas de assistência social, saúde e educação terão fácil acesso a um valioso material didático. Está à disposição de todos os interessados, basta criar uma conta e acessar o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) do Cefospe. O interessado terá disponível todos os conteúdos, tais como videoaulas e materiais complementares”, pontuou o coordenador de Ensino a Distância do Cefospe, José Lopes.

O Programa Olhar para as Diferenças foi lançado em 2019, e o Cefospe vem apoiando  o projeto com cursos  presenciais e também na modalidade a distância (EAD). Já foram certificados 167 servidores das áreas de educação, assistência social e saúde que atuam com pessoas com deficiência em 13 municípios do Sertão, sob a jurisdição da GERES Arcoverde.